sexta-feira, 21 de julho de 2017

Pro Cultura-Esporte terá mais de 500 mil reais para projetos


O valor destinado pela Prefeitura de Feira de Santana, por meio de renúncia fiscal, aos projetos aprovados no programa Pro Cultura/Esporte, em 2017, é de R$ 513.234,00. Está aberto o período de  inscrição de projetos, até 18 de agosto. Poderão se inscrever pessoa física e pessoa jurídica. As análises e emissões de pareceres vão acontecer entre os dias 28 de agosto e 9 de setembro e a emissão dos certificados está marcada para acontecer de 2 a 13 de outubro.
Empresas podem participar do programa descontando de valores devidos ao Município referentes a IPTU e ISS, inclusive o que estiver inscrito na Dívida Ativa. O valor do financiamento é limitado em 20% do montante da dívida.

As três cadelas que estão reflorestando bosques destruídos pelo fogo no Chile



Os nomes delas são Das, Summer e Olivia. E sua função é nobre: ajudar a replantar árvores em bosques do Chile que foram destruídos por incêndios florestais no início do ano.

Cadelas da raça border collie, elas enfrentam uma tarefa difícil. Carregando uma bolsa, percorrem quilômetros de áreas devastadas pelo fogo e espalham semestes para tentar fazer ressurgir as plantas.

O fogo consumiu 467 mil hectares de terra na região de El Maule, área central do Chile. Os incêndios deixaram onze mortos e milhares de pessoas desabrigadas. Segundo o Ministério da Fazenda do país, houve um prejuízo de US$ 330 milhões (R$ 1 bilhão).

quinta-feira, 20 de julho de 2017

A curiosa origem dos símbolos matemáticos +, - e =



 Vamos brincar.

1. Escolha um número de quatro dígitos em que pelo menos dois sejam distintos (zeros também podem ser usados).

2. Organize-o em forma ascendente e depois em ordem decrescente.

3. Subtraia o número menor do número maior.

4. Repita.
No máximo em sete operações, sempre se chegará ao número 6174, um processo conhecido como constante de Kaprekar - homenagem a seu descobridor, o matemático indiano Dattathreya Ramchandra Kaprekar (1905-1986).
Use, por exemplo, a combinação 1234.
4321 - 1234 = 3087; então, 8730 - 0378 = 8352; e agora, 8532 - 2358 = 6174.
Mesmo o próprio número 6174 não foge à regra.
7641 - 1467 = 6174.
Interessante, mas provavelmente o que as pessoas menos pensam é nos símbolos matemáticos usados, "-" ou "=".
Junto ao de adição ("+"), eles têm uma história interessante.

Premiado em Brasília projeto feirense para mãe de bebê com microcefalia


Premiado em Brasília, pelo 33º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, o projeto feirense “Aconchego: Compartilhando Emoções e Experiências”, destinado às mães que durante a gestação contraíram a zika vírus e, supostamente por essa razão, deram à luz bebês com microcefalia. Executado pela Secretaria Municipal de Saúde, o projeto é desenvolvido em encontros realizados no auditório Dr. João Batista de Cerqueira. Atualmente, 56 mães estão envolvidas.
Essas mães trocam experiências, assistem a palestras com psicólogos e podem se informar da assistência e dos locais onde podem buscar atendimentos de saúde. O trabalho começou desde os primeiros casos diagnosticados de microcefalia associados com a Zika Vírus, no município.

Dia do amigo


Você sabe a origem do Dia do Amigo?

Fomos buscar informações e descobrimos o seguinte: 
Durante o século XX, foram criadas várias iniciativas para a celebração de um Dia da Amizade em distintas partes do Mundo. Nos Estados Unidos e em partes da Ásia divulgou-se o primeiro domingo de agosto como o dia de entrega de cartões e presentes entre amigos, e celebrações similares se formaram em distintos países da América do Sul e Europa em diferentes datas.
A iniciativa para o estabelecimento de um Dia do Amigo reconhecido internacionalmente teve como antecedente histórico a Cruzada Mundial da Amizade, que foi uma campanha em favor da valorização e realce da amizade entre os seres humanos, de forma a fomentar a cultura da paz. Foi idealizada pelo médico Ramón Artemio Bracho em Puerto Pinasco, Paraguai em 1958. A partir desta ideia, se fixou o 20 de julho como Dia da Amizade.

terça-feira, 18 de julho de 2017

De Raquel Dodge a Cármen Lúcia: o que 4 mulheres no topo representam para a Justiça



Em setembro, quando Raquel Dodge assumir o cargo de procuradora-geral da República, para o qual foi aprovada no Senado na última semana, o Brasil passará a ter, pela primeira vez, quatro mulheres no comando das principais instituições jurídicas nacionais. Dodge se juntará a Cármen Lúcia, que preside o Supremo Tribunal Federal, Laurita Vaz, líder do Superior Tribunal de Justiça, e Grace Mendonça, primeira mulher a assumir o comando da Advocacia-Geral da União (AGU).

O que isso significa na prática para a Justiça brasileira - e para as mulheres que trabalham no sistema judiciário?

As carreiras jurídicas têm cada vez mais representantes do sexo feminino. Nos últimos anos, por exemplo, o número de mulheres inscritas em grande parte das seccionais da OAB tem superado o de homens.

O problema, para alguns analistas, é que, em sua maioria, elas permanecem na base da pirâmide, e não em posições de comando - emulando outros setores da economia. Assim, Cármen, Laurita, Raquel e Grace seriam apenas notáveis exceções.

Definido calendário de audiências públicas para a Lei Orçamentária 2018

Começam em agosto, logo no dia 1º, as audiências públicas para elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) de Feira de Santana, exercício 2018. O objetivo dos encontros, previstos para várias comunidades do município, é ouvir a sociedade civil, para que possa debater e apresentar propostas visando a articulação da importante lei. O calendário das audiências prevê que a última delas acontece dia 7 de agosto.
Captadas as informações e sugestões dos diversos segmentos da sociedade, os técnicos da Secretaria de Planejamento vão se debruçar na elaboração do projeto a ser encaminhado à Câmara de Vereadores. É na Lei Orçamentária Anual que o governo municipal define as prioridades contidas no PPA (Plano Plurianual) e as metas que deverão ser atingidas no exercício de referência.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Ter menos filhos é ação mais eficaz contra aquecimento global, diz estudo



Um estudo publicado neste mês na Suécia prega que ter menos filhos é a ação que pode ter mais impacto no combate às mudanças climáticas.
Mas os pesquisadores da Universidade Lund recomendam tal controle da natalidade apenas em países desenvolvidos, usando como argumento o fato de que nações como os EUA, por exemplo, são responsáveis pelas maiores emissões de carbono na atmosfera (16 toneladas por ano de CO2 per capita) e, por isso, teriam que fazer cortes mais drásticos para atingir "níveis seguros de emissões".
De acordo com os termos do Acordo Climático de Paris, assinado em 2015, 195 países se comprometem a limitar a média global de aumento da temperatura em menos de dois graus Celsius.

Rock movimenta o Mercado de Arte Popular


O palco do MAP (Mercado de Arte Popular) foi ocupado por bandas e roqueiros de todas as idades, sábado, 15, quando comemoraram o Dia Mundial do Rock (a data é festejada em 13 de julho). O evento foi animado por cinco bandas: Vilões de Brinquedo, Gaiola de Vidro, Papo Reto, Backing to the Classic e Tripulação XIV, todas underground.
“Fãs do rock de todas as idades pintaram o MAP de preto”, afirmou Narjara Santana, que organizou o evento. “O bate-cabeça foi geral”. É o tipo de dança que balança a cabeça para frente e para trás.

domingo, 16 de julho de 2017

Notícia boa: vai ter mutirão; notícia ruim: vai ter mutirão

O governo do estado está anunciando um mutirão de cirurgias gerais e ortopédicas. Ótima notícia. Sinal que centenas de pessoas terão aliviado seu sofrimento, sua angústia, sua espera indefinida, que causa prejuízos e agravos emocionais, físícos,  e, boa parte das vezes, de provisão do lar. 
O governo do estado está anunciando um mutirão de cirurgias gerais e ortopédicas. Péssima notícia. O mutirão só acontece quando se chegou a acúmulo tal que a situação está insustentável, em sinal claro, evidente, óbvio, que a saúde pública- estadual e municipal-  está falhando miseravelmente, pois, não foi capaz de resolver no tempo e no momento adequado a demanda dos doentes, como se intervenções de saúde pudessem ser adiadas sem sofrimento ou risco.